16 de ago de 2014

Resenha: Ed Sheeran +

Eu sei que em meu primeiro vídeo eu disse que quando não gosto de algum artista, prefiro não expor muito a minha opinião em respeito a ele. Não é o caso de Ed Sheeran, pois gosto muito de seu trabalho. Mas, quando escrevo música por música em resenha, é necessário que eu seja sincera. Caso contrário, não seria uma resenha, não é mesmo? Lógico que, mesmo dando a minha opinião eu jamais usarei palavras desrespeitosas, pois como eu disse, não quero ofender ninguém, uma vez que respeito e admiro todos os músicos simplesmente por exercer uma profissão tão encantadora. Tenho certeza que os meus leitores entendem o que eu quero dizer, e se você está chegando agora aqui no blog, espero que entenda também!

Mais uma vez, gostaria de frisar que Ed Sheeran é um dos meus artistas favoritos da atualidade. A resenha de hoje foi sugerida pela Renata Grota, há uns dois meses atrás. Espero que, apesar da demora, vocês gostem do post!

The A Team é sobre uma garota de programa, que era uma das melhores de sua classe e em depressão desde seus 18 anos. Uma música triste, emocionante, profunda, com um clipe que conseguiu exprimir bastante sua ideia principal. Lindo violão e voz. Clique aqui para ver o clipe.

Drunk já é mais divertida que a primeira com uma leve pegada country. Esta é sobre uma pessoa com muitas decepções amorosas e que encontra a bebida como solução para encontrar o amor de volta. Não sei como, mas Ed Sheeran conseguiu fazer essa música extremamente fofa! Os gatinhos do clipe colabora bastante para este fato.


É legal a jogada de sons do refrão de UNI, que significa universidade mas soa parecido com "you and I", que está presente no mesmo trecho. Nessa música a ênfase é na voz de Ed. Basicamente, é sobre um término de namoro que se deu devido à entrada em uma universidade, mas o sentimento ainda persiste. Muito legal quando ele começa a cantar rápido!

Grade 8 é mais pop, assim como Drunk. Porém, é muito mais romântica, uma vez que esse amor o faz sentir como na oitava série novamente, época na qual tudo é mais intenso. Bom, até agora essa é a que eu menos gostei.

Wake Me Up é mais uma música calminha e sentimental. Pelo que entendi, me parece a história de um romance platônico e exagerado, percebido através de frases como "I should ink my skin with your name", que significa " Eu deveria tatuar seu nome em minha pele". Bom, eu esperava um pouco mais da música, pois em nenhum momento ela me trouxe nem empolgação nem arrepios.

Em Small Bump já temos um ritmo e violão bem gostoso de ouvir. É uma música mais calma também, mas não chega a ser entediante como a anterior. É aparentemente sobre um pai cantando para o bebê que está prestes a nascer. Estou totalmente apaixonada por essa música!



This é mais calma, assim como a faixa 5. Como instrumental, apenas um violão, e é perceptível bastante sentimento na voz de Ed. É incrível como este artista consegue tranmitir tantas emoções em sua voz aveludada.

Algo no início de The City me lembrou Beautiful Soul de Jesse McCartney! Não me matem com esse cometário! haha É uma música divertida, a voz de Ed é bem agradável mas falta alguma coisa. Não que não seja uma boa faixa, mas não está entre as minhas favoritas. Acho que, apesar do que disse na última frase, tem potencial para ser um single muito bem sucedido, pois tenho certeza que agradou os ouvidos de inúmeros fãs!

Lego House é sem sombra de dúvidas a minha favorita do CD! Rupert Grint aparece no clip e interpreta o personagem de uma maneira muito divertida. Parece que inicialmente o personagem é um sósia de Ed, e vimos que não apenas isso: ele é um fã muito obcecado pelo artista, que o segue, tem vários objetos que remetem ao cantor e até come um chiclete mascado por Sheeran. Ri demais na cena final, onde Rupert aparece abraçado com um boneco de Ed Sheeran com aquela expressão facial que só ele consegue fazer. Pra quem não sabe, ele não é o único do trio principal de Harry Potter a aparecer num clipe musical. Emma e Daniel também fizeram esse tipo de trabalho. Acham que isso merece um post especial?



You Need Me, I Dont Need You é uma faixa bem animada e pop e eu adorei! A letra é bem divertida e eu indico para todos vocês que ainda não a conhecem e curtem esse estilo. O refrão é bem chiclete como toda música pop geralmente tem.

Vale ressaltar que várias das músicas desse álbum tem uma pegada meio country e Kiss Me é uma delas. A música é calma e apaixonante, não foi à toa que faz parte da trilha sonora de The Vampire Diaries. ÓTIMA faixa, como sempre.

Não me julguem, mas Give Me Love foi a música pela qual conheci o trabalho de Ed Sheeran, e tenho certeza que o mesmo ocorreu com muitos de vocês. E não é que deu certo? Esta música é de fato muito boa. Ótima escolha para single, belíssima música, voz impecável. Sim, existem outras que eu gosto mais do que esta, mas este fato não tira a magia de Give Me Love. Antes que me esqueça, a música também faz parte da trilha sonora de TVD. Algo que eu adoro é como a música vai crescendo. Não sei explicar, mas vocês me entendem, né? À propópsito, eu amei o clipe.



Me contem aqui nos comentários o que acharam desse álbum de ED Sheeran!

14 comentários:

  1. Como sempre suas resenhas são impecáveis, mas neste caso sou suspeita pra falar, porque AMO o Ed! Além de lindo e fofo as músicas dele são incríveis! Também conheci o Ed por Give me Love, que inclusive é uma das músicas que a Demi cantou na Neon Lights Tour ♥ Depois de conhecer mais sobre ele me apaixonei completamente e hoje as mais tocadas no meu celular são desse maravilhoso artista ruivinho!

    www.palavrasrepetidas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. own, sua fofa <3 haha obrigada! Também adoro o Ed. Inclusive a versão de Give Me Love que a Demi fez ficou maravilhosa, amei a emoção que ela colocou na música :) Somos duas, então! hahaha
      Beijos

      Excluir
  2. admito q eu nao o conhecia ate o ver no The Voice, ele interagindo com a Xtina Agruilera, me deixou curiosa e a partir dali comecei a acompanha-lo, adoooro SING, acho ele um fofo
    #ruivoétudodebom rsrs


    http://estiloecappuccino.blogspot.com.br/2014/08/esmaltes-da-semana.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal, né? SING é bom mesmo e eu concordo com você: Sheeran e é um fofo! E a voz é incrível...
      Indeed! hehe
      Beijos

      Excluir
  3. Resenha muito boa, como sempre! :)
    Eu acho que fui uma das poucas que não conheci o Ed por Give me love, mas sim por The A Team que é uma das minhas músicas preferidas dele. Eu não consigo ser imparcial com o Ed porque sou apaixonadérrima pelo trabalho que esse cara faz hahahaha Só o fato dele escrever cada música dele acho que é incrível porque ele consegue transmitir em cada música as emoções muito bem, dá para sentir como elas são pessoais.
    Amo todos os clipes dele, mas exatamente por ser fã de Harry Potter não tem como Lego House não ser o preferido. Mas eu acho que ele acerta muito nisso, não só na criação dos clipes, mas na escolha dos singles também.
    Apesar de eu amar o primeiro CD, acho que ele cresceu incrivelmente no segundo! Para mim, Sing está bem abaixo na escala das preferidas e mesmo assim eu adoro! Mas eu vou parar de falar senão vou fazer um testamento! XD
    Obrigada por falar da minha sugestão, Julie!! ^^ Foi incrível como sempre! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Rê!
      Ah, The A Team é linda mesmo, mas conhecendo o Ed através de qualquer música é possível viciar! haha Também admiro muito o fato dele compor todas as músicas, é uma grande inspiração para mim e para muitos. Lego House mora no <3 mesmo! Concordo totalmente com você, ele acerta bastante nos clipes/escolhas de single (por mais que a gente saiba que há um dedo da gravadora por trás das escolhas). Mas, esse álbum tem TANTA música com potencial de single, convenhamos... Sheeran arrasa!
      Acha que seria legal uma resenha do segundo? :P hehe
      Eu que devo-lhe agradecer pela sugestão. Tenho o maior prazer em tê-la como leitora por isso e muito mais <3 Um presentão que esse blog me deu!
      Beijos

      Excluir
  4. Adoreeeeeeeeeeeei seu estilo de post, resenhar música, coisa inédita pra mim. hahahahaa. Adoro as músicas do Ed e como você conheci o trabalho dele pela Give Me Love, logo me apaixonei pela voz, música e tudo mais. ♥

    www.nahboa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Own, fico muitíssimo feliz que gostou <3
      Somos duas então! Meio difícil não gostar desse ruivo, não é mesmo? hahahaha
      Muito obrigada pela sua visita, e se você gosta da música, te espero mais vezes por aqui!
      Beijos

      Excluir
  5. Eu amoooooooo o Ed!! Conheço ele a mais ou menos um ano e ele conseguiu se tornar um dos meus artistas preferidos!! Minhas preferidas são Give me Love, Small bump!
    Você já ouviu o segundo album dele Julie, o multiply? É sensacional!! *---*
    Falei dele lá no blog ;)
    Beijocas :**
    www.amosoublog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas! hahaha :P
      Também amo Small Bum e Give me Love! Sim, já ouvi, e achei INCRÍVEL. Esse cara não deixou a desejar em nenhum dos álbuns. Opaaaaa, tô curiosa, vou lá ver! ^^
      Beijos

      Excluir
  6. Confesso que não sou tanto de ouvir musicas diferentes.... é até estranho kkkkk
    Sempre escuto as mesmas... é chegar em casa e colocar as mesma músicas, se não fosse no pendrive dirias que já estariam mega riscadas de tanto ouvir kkkkk
    Achei muito boa sua resenha, bem explicativa, cativa até quem não conhece o artista em questão (foi oq aconteceu comigo) Fiquei curiosa, agora vou passar a escutar kkkkk
    bjus
    www.michellipohl.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Michelli!
      Fico muito feliz que gostou, agradeço demais sua presença aqui e espero que volte mais vezes ♥

      Excluir
  7. Ameiii !!! Sou apaixonada pelo Ed Sheeran. E eu conheci o trabalho dele em 2014, quando eu estava muito viciada em Little Things do One Direction e descobri que foi o Ed que compôs a musica junto com uma amiga quando ele tinha 17 anos. Rsrsrs Aí pronto, corri pra ouvir todas as músicas dele e me apaixonei por todas. Ele é um artista e tanto! OBS: A música Small Bump é bem mais profunda que um pai que vai ter um filho, na verdade é sobre um pai que IA ter um filho. A música é sobre aborto! Ela mexe muito comigo. Uma vez o Ed explicou que fez essa música quando uma amiga muito próxima dele perdeu o bebê que ela estava esperando, e isso mexeu com ele tanto que ele fez uma música. Enfim... Amo o Ed e o sentimento que ele transmite em suas músicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Alícia!
      Muito obrigada pelo seu comentário! Soube dessa informação depois que fiz essa resenha e achei extremamente intenso e me deixou ainda mais fã da música. Fiquei de editar este post, mas como o blog ficou desatualizado por um tempo acabei esquecendo. Então agradeço demais pelo seu comentário que de fato agregou muito ao post e se eu for editá-lo lembrarei de mencionar você por ter me lembrado desse detalhe importante.

      Muito obrigada pela visita e espero que volte mais vezes pois o blog irá voltar com mais conteúdos e novidades até mesmo no layout!

      Excluir

 
COPYRIGHT(c) | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
LAYOUT E PROGRAMAÇÃO DESIGNINGDREAMS | PROGRAMAÇÃO POR DESIGNINGDREAMS.